terça-feira, 29 de dezembro de 2015

LEMBRANÇAS…

Quando…
penso na minha aldeia,
quando dela me lembro…
meu rosto abre-se em sorrisos,
meus sorrisos são diamantes,
que brilhantes,
me deixam de olhares perdidos…
Perdidos
na lonjura dos pinhais,
na lembrança
das paisagens outonais,
no viver da alegria
primaveril…

E hoje,
neste Setembro,
lembro Guirela
a florir Abril…

De Maria La-Salete Sá (39.09.2015------22:22h)




Sem comentários:

Enviar um comentário